Após trair professores, deputados Bira do Pindaré e Marco Aurélio saem escoltados pela policia na AL-MA

Os deputados Bira do Pindaré (PSB) e Marco Aurélio (PCdoB), passaram por um momento complicado hoje (15), na Assembleia Legislativa. Os deputados foram chamados de traidores por professores, e tiveram que sair escoltados pelo gabinete militar.

Com vergonha da cobrança dos professores, os deputados Bira do Pindaré e Marco Aurélio, sequer ficaram em suas cadeiras. Preferiram o abrigo do “fundão” do plenário, onde não podiam ser vistos pelos educadores.

A manifestação dos profissionais foi devido a voto contrário que os parlamentares deram à emenda proposta pelo deputado Eduardo Braide na votação da Medida Provisória. A MP prevê a alteração do Estatuto dos Magistrados e reajuste de 8% no salários dos professores estaduais.

Após longa e exaustiva discussão no plenário, os deputados aprovaram a Medida Provisória nº 230, que concede reajuste nas gratificações pagas aos profissionais do Magistério no Maranhão. O texto da MP altera a Lei nº 9.860, de 1º de janeiro de 2013, que dispõe sobre o Estatuto e o Plano de Carreiras, Cargos e Remuneração dos integrantes do Subgrupo Magistério da Educação Básica, e dá outras providências. Com um debate plural, a sessão foi marcada pela condução equilibrada, coerente e democrática do presidente, deputado Humberto Coutinho (PDT).

Na Mensagem nº 006/2017, encaminhada à Assembleia Legislativa, o governador Flávio Dino argumenta que esta Medida Provisória “reafirma o compromisso da atual gestão com a valorização dos servidores da educação, essenciais para a sociedade como formadores das novas gerações, bem como para a melhoria do desempenho e da qualidade dos serviços prestados à população escolar do Estado do Maranhão, além da eficácia e da continuidade da ação administrativa, diretrizes que orientam o nosso trabalho.”

Veja o vídeo:

8 ideias sobre “Após trair professores, deputados Bira do Pindaré e Marco Aurélio saem escoltados pela policia na AL-MA

  1. O povo é principalmente a classe dos educalores tem q ficar de olho nesses deputados q são contra a classe. Próximo ano tem eleição não vamos cair no esquecimento por favor.

  2. Todos são comprados por Flávio Dino para votarem a favor do governo

    • Todos não estou fora do parlamento por não ter concordado com algumas dessas manobras. Sou Sindicalista e meu dever é defender trabalhador.
      Fernando Furtado.

  3. A classe consciente dos professores não pode acreditar que Bira do Pindaré e Marco Aurélio que foram aliados ontem serão aliados hoje. Que Eduardo Braide e Wellington do Curso serão aliados ad-eternos. Essas figuras não são aliados de classe do professor. O aliado de classe do trabalhador é o próprio trabalhador.

  4. Somos mais de quarenta mil professores e temos muitas pessoas que dependem do nosso salário.Em 2018 vamos dar o troco para essa corja de vagabundos. Jamais esquecermos desse dia de hoje. A derrota de vocês tem data e hora para acontecer. Nos aguardem.Estaremos preparados para vocês traidores. A nossa vingança será só no dedo,mas a queda de vocês será do corpo inteiro.Esqueceram que somos formadores de opiniões? Comecem logo a se despedir dessa vida fácil que levam e façam seus pés de meias, vão precisar. Dinheiro fácil vem, dinheiro fácil vai.Traidores, se venderam, tudo acaba nada é para sempre. Vocês não vão passar batido. Vem se embora 2018,queremos fazer justiça.

Comentários encerrados.