Assembleia se posiciona contrária a extinção do exame da Ordem para a advocacia

Eduardo Braide conseguiu aprovar requerimento com mensagem contrária à proposta da Câmara

Os deputados Estaduais do Maranhão aprovaram em sessão parlamentar desta terça-feira requerimento , do deputado Eduardo Braide (PMN), que encaminha ao presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB) posição contrária da Assembleia Legislativa a aprovação do  Projeto de Lei que revoga a exigência do exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) para o exercício da advocacia no país.

O projeto de lei, que conta com 25 proposições anexadas, provoca polêmica em Brasília. Isso porque a proposta inicial – de autoria do ex-deputado Almir Moura [sem partido RJ] ­, era tornar obrigatória, em definitivo, a prova para todo aquele que pretender exercer o ofício da advocacia.

Segundo Eduardo Braide “o Datafolha divulgou uma pesquisa esta semana que informa que 89% da população brasileira é favorável a manutenção do exame da Ordem. E mais do que isso: é favorável também que haja esse mesmo tipo de exigência para outras categorias de profissionais.’’

O deputado espera que os argumentos sólidos e consistentes apresentados possam sensibilizar não só a Câmara Federal, como também os 18 deputados da bancada maranhense para que possam rejeitar esse projeto de Lei, que segundo ele representa um retrocesso na carreira advocatícia em todo país.

Ainda segundo Eduardo Braide, deputados de outros estados também se comprometeram em fazer esse movimento político no sentido de impedir que esse projeto seja aprovado.