Três anos depois…

DecioSa
A morte de Dëcio Sá completa hoje (23) três anos. O jornalista e blogueiro de O Estado foi executado com três tiros em um bar na Avenida Litorânea. O crime teve repercussão internacional, mas nem isto foi suficiente para que todos os acusados fossem julgados.

Dos 11 acusados de participar da trama apenas dois foram julgados e condenados, o executor Jhonatan Sousa Silva foi condenado a 25 anos e 3 meses de prisão. Ele está preso no presídio federal de Campo Grande-MS e Marcos Bruno da Silva Oliveira que conduzia a moto que deu fuga ao assassino., a 18 anos e 3 meses de reclusão em presídio em São Luís.

Três do outros nove acusados aguardam julgamento na prisão: José de Alencar Miranda Carvalho, Gláucio Alencar Pontes Carvalho e José Raimundo Sales Chaves Júnior, o Júnior Bolinha.

Também irão a júri Shirliano Graciano de Oliveira, Elker Farias Veloso, Fábio Aurélio do Lago e Silva (“Bochecha”), além dos policiais Fábio Aurélio Saraiva Silva (Fábio Capita), Alcides Nunes da Silva e Joel Durans Medeiros.