“Não vão atrapalhar o Carnaval de Pinheiro”, afirma Luciano Genésio

llllllllllllllllllllllll

O Carnaval de Pinheiro é considerado um dos melhores do Maranhão. Mas este ano, parece que querem atrapalhar a folia dos pinherenses. Aliados do ex-prefeito Filuca Mendes, tem noticiado possíveis irregularidades na licitação para contração da empresa que fará o carnaval da cidade.

O motivo para tentar inviabilizar uma festa tão tradicional como a de Pinheiro é simples de entender. Caso não consiga realizar um carnaval de alta qualidade, seria o discurso perfeito para os adversários colocar a opinião pública contra o prefeito Luciano Genésio. A ideia é criar o discurso de que se Luciano não foi capaz de realizar um carnaval à altura de Pinheiro não seria capaz de administrar o município.

Os adversários dizem que a licitação para o Carnaval é carta marcada, ou seja, quando já se sabe qual empresa irá levar o contrato. Eles praticamente afirmam que a empresa vencedora da licitação será a Gajo Entretenimento. A empresa tem anunciado em suas redes sócias o carnaval de Pinheiro, apenas isso, e não faz nenhuma referência de atrações ou programação. Dias atrás, um outro baner circulou divulgado o carnaval com atrações e com outra empresa, desconhecida do público. Tudo com cheiro de armação.

carn

A Gajo Entretenimento, empresa citada pelos aliados de ser a carta marcada, sequer concorrerá ao processo licitatório. Portanto não exagero nenhum acreditar que tudo não passa de uma armação para tentar deixar os maranhenses sem um dos melhores do Carnaval do Estado.

Em contado com o blog, o prefeito Luciano Genésio reagiu e disse que tudo está sendo feito dentro da legalidade e que não vão atrapalhar o carnaval de Pinheiro. Ele disse ainda que a prefeitura está trabalhando para presentear os foliões com o melhor Carnaval que pinheiro já teve.

“Estão de brincadeira, tudo está sendo feito dentro da legalidade e não são denúncias vazias que irão atrapalhar o carnaval de Pinheiro. Vamos realizar o melhor Carnaval que o município já teve, com muitas atrações, uma programação diversificada e muita segurança para os foliões.”

“Não aceitaremos aumento das passagens”, dispara Wellington sobre possível paralisação do transporte em São Luís

O deputado estadual Wellington do Curso (PP) se posicionou diante do cenário que sinaliza para uma possível greve de ônibus em São Luís. Ao tomar conhecimento, Wellington passou a acompanhar toda a movimentação das reuniões que ocorreram entre o Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários do Maranhão e a Secretaria de Trânsito e Transporte e foi informado sobre a causa da possível paralisação de ônibus e consequente aumento de passagem, como ocorreu em anos anteriores, caso a categoria não entre em acordo.

“Essa possível paralisação de ônibus será um protesto contra o não cumprimento de acordos feitos entre empresários e a categoria. Isso é um desrespeito com os motoristas e todos os trabalhadores. Temos acompanhado as reuniões realizadas no decorrer dessa semana, mas as reivindicações da categoria não foram atendidas. Diante disso, surge o questionamento: a Prefeitura não cumpre acordos e quem paga é a população? Quem pagará pela incompetência da Prefeitura é a população?”, disse Wellington.

O deputado Wellington alertou ainda para um possível aumento na tarifa de ônibus e alertou para a repugnante “lógica” do transporte: primeiro, paralisação e, depois, aumento de passagem.

“O prefeito prometeu que não haveria aumento de passagem nos próximos 04 anos. Ele falou isso durante a campanha eleitoral. Infelizmente, nós já sabemos os passos: primeiro, paralisação de ônibus; depois, aumento na passagem. É sempre assim. Nós não podemos admitir que essa falta de respeito se repita. Não aceitaremos outro aumento. A população não pode pagar, mais uma vez, pela incompetência da Gestão Municipal”, alertou Wellington.

Ao final, o deputado Wellington ressaltou que os motoristas e trabalhadores não podem ser penalizados e que irá cobrar um posicionamento do Prefeito Edivaldo Holanda Júnior para que adote providência emergencial a fim de evitar a greve de ônibus.

Visões diferentes na eleição do PT no Maranhão

Ribamar Correa
zeze

Zé Carlos e Zé Inácio disputam o PT

Desenhado – e parece que em caráter definitivo – o cenário da disputa pelo comando do PT no Maranhão. De um lado está o deputado federal José Carlos Nunes, que se elegeu como Zé Carlos do PT, e do outro o deputado estadual José Inácio. Os dois querem assumir a tarefa nada simples de substituir o professor Raimundo Monteiro, que está há mais de uma década no comando do partido no Maranhão.

Zé Carlos defende que o PT retome sua trajetória de luta por uma sociedade mais justa e solidária, agregando a experiência acumulada nos anos de poder, para voltar a ser um partido moderno e acreditado.

José Inácio é um militante mais agressivo no sentido de que prega os ganhos dos Governos Lula e Dilma Rousseff, alimenta a teoria do golpe e defende a candidatura do ex-presidente em 2018.

São duas visões diferente, sendo uma identificada com mudanças profundas dentro do partido e outra que acha que o PT deve continuar como é. Será um embate difícil e cujo desfecho ocorrerá no dia 26 de março, daqui a dois meses, portanto.

É amanhã! Mara Pavanelly no BLOCO DA DEVASSA

Ela tá chegandooooo!

Sábado, a partir das 17h o Bloco da devassa vai bombar com a cantora que é o fenômeno do Forró, Mara Pavanelly.

E agora em novo local, Círculo Militar na Avenida Litorânea.

Segurança e uma estrutura nunca vista antes.

COMPRE JÁ SEU INGRESSO!

Arena Devassa:
R$30 – Meia: R$15

Front VIP:
R$50 – Meia: R$25

Pontos de venda:

Loja Oficial (Shop Passeio)
Central Gajo(Shop Ilha)
Aleatory (Rio Anil)
Visótica (Tropical)
Lacoste (Holandeses)
Bilheteria Digital (Rio Poty e Shop Ilha)

#blocodadevassa2017

PORTO RICO DO MARANHÃO – MPMA aciona ex-prefeita por improbidade administrativa

Porto Rico do MAA Promotoria de Justiça da Comarca de Cedral ingressou, nesta quinta-feira, 19, com uma Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa contra Rosa Ivone Braga Fonseca, ex-prefeita de Porto Rico do Maranhão no período de 2013 a 2016; Isiel Galdez Carneiro, presidente da Comissão de Licitação do Município; e Ildecy de Maria Furtado Fonseca, sócia-administradora da empresa FCT Informática LTDA ME. Porto Rico do Maranhão é termo judiciário da comarca.

A ação foi motivada por irregularidades no processo de licitação e contratação da empresa para a prestação de serviços de manutenção corretiva e preventiva de máquinas copiadoras e impressoras de uso da administração municipal, em 2013. A FCT Informática foi a única participante do certame, contratada pelo valor de R$ 80.522,00.

O processo licitatório foi analisado pela Assessoria Técnica da Procuradoria Geral de Justiça, que apontou uma série de irregularidades, ilegalidades e inconsistências. Entre elas estão a falta de comprovação de recursos orçamentários para o pagamento das obrigações assumidas, inexistência de comprovante de publicação do edital resumido na internet e em jornais de grande circulação, não exigência de documentação de habilitação para qualificação técnica e econômico-financeiras e a falta de pesquisa prévia de preços.

Durante as investigações, o Ministério Público do Maranhão verificou, também, que a empresa FCT Informática não funciona no endereço informado à Prefeitura de Porto Rico do Maranhão, Junta Comercial do Maranhão e outros órgãos públicos.

“Chega-se à clara conclusão de que o certame tratou-se de processo ‘montado’ pelos requeridos em conjunto, para beneficiar como vencedora a empresa FCT Informática Ltda., única concorrente e ganhadora da licitação cujo repasse se deu integralmente no valor do contrato, ante não só as citadas irregularidades apontadas na formação do processo licitatório, mas também de todas as ilegalidades demonstradas”, observou, na ação, o promotor de justiça Ariano Tércio Silva de Aguiar.

PEDIDOS
Na ação, o Ministério Público requer que a Justiça determine, em medida liminar, a indisponibilidade dos bens dos envolvidos totalizando o valor do contrato firmado. Também foi pedida a quebra do sigilo bancário da ex-prefeita e de Ildecy Fonseca, com a requisição de seus extratos bancários no período de 10 de março a 28 de novembro de 2013. Também foi pedido que o Judiciário solicite à Receita Federal as duas últimas declarações de imposto de renda das requeridas.

A ação requer a condenação de Rosa Ivone Braga Fonseca, Isiel Galdez Carneiro e Ildecy de Maria Furtado Fonseca ao pagamento de danos morais coletivos e por improbidade administrativa. As penalidades previstas estão a perda da função pública, ressarcimento integral dos danos causados ao erário, suspensão de direitos políticos por cinco a oito anos, pagamento de multa de até duas vezes o valor do dano e proibição de contratar ou receber qualquer tipo de benefício do Poder Público, mesmo que por meio de empresa da qual sejam sócios majoritários, pelo prazo de cinco anos.

Ônibus do cantor Wylley Gomes se envolve em acidente e capota na estrada deixando vários feridos

O ônibus que levava o canto Wylley Gomes e toda sua banda, capotou na madrugada de hoje na BR 222 chegando em Teresina.

A informação foi confirmada pelo próprio cantor através de uma rede social.

Segundo ele, algumas pessoas sofreram ferimentos leves.

Veja o que o cantor esecreveu:

Obrigado Deus pelo livramento que nos deu nessa madrugada, estavamos indo em viagem a Teresina onde o ônibus veio a deitar em uma curva .uns 7km depois da cidade de irauçuba.. Graças a Deus nada de grave. So algums companheiros com ferimentos leves .. DEUS É MARAVILHOSO !ACREDITE.. Usem sempre o cinto!

A casa caiu: MPMA quer divulgar gastos da verba indenizatória do deputado Josimar de Maranhãozinho

O promotor Lindonjonson de Sousa, da 28ª Promotoria de Justiça Especializada na Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa, instaurou no mês passado inquérito civil para apurar denúncias de improbidade administrativa supostamente cometidas por deputados estaduais do Maranhão, entre eles o deputado estadual Josimar de Maranhãozinho  (PR), as informações foram divulgadas com exclusividade pelo jornalista e Blogueiro Gilberto Léda.

Os relatos datam da legislatura passada, encerrada em 2014, e foram encaminhados ao Ministério Público do Maranhão (MPMA) pelo Ministério Público Federal (MPF).

Por meio do Ofício n° 6.270/2014-MPF/PRDF, o MPF – que também investiga o caso – aponta que deputados podem ter cometido irregularidades “na execução das verbas indenizatórias referentes às cotas para o exercício da atividade parlamentar”.

Por isso, o MP do Maranhão – além de apurar se houve irregulariddes na apicação dos recursos no passado – deve exigir que a Assembleia Legislativa seja obrigada a divulgar na internet, e agora em diante, todos os gastos dos parlamentares com a chamada verba indenizatória.

Ao iniciar  procedimento investigatório, Lindonjonson de Sousa ressalta a necessidade de coleta de provas para apuração da suposta existência de improbidade administrativa.

Cada deputado do Maranhão tem hoje direito a R$ 42,1mil por mês de cota parlamentar. O recurso tem caráter indenizatório e só é repassado mediante a efetiva comprovação de gastos no mês anterior.

Ministério Público proíbe realização de eventos pré-carnavalescos em bairros de São Luís

Promotor Cláudio Guimarãees.

O Ministério Público do Maranhão determinou, nesta quinta-feira (19), que eventos pré-carnavalescos – tais como blocos e festas privadas  – estão  proibidos, a partir de agora, de serem realizados em espaço públicos localizados nos bairros de São Luís. A informação foi divulgada, agora a pouco, pelo jornalista GilbertoLeda.

A medida atinge diretamente promotores de eventos que, desde o início do mês, estão realizando festas em vários bairros da capital, inclusive em vias públicas.

Em entrevista concedida ao jornalista, o promotor Cláudio Guimarães, da 2ª Promotoria e Justiça de Controle Externo da Atividade Policial, explicou que a determinação foi expedida após reunião com membros da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Blitz Urbana e Secretaria de Estado do Meio Ambiente.

Segundo ele, há várias denúncias de casos de poluição sonora e ambiental desde o início do pré-carnaval na capital.

A proibição não atinge as áreas do Centro Histórico, Madre Deus e Aterro do Bacanga. No entanto, nestes locais não será permitido o fechamento dos mesmos para cobrança de ingressos.

Para os donos de blocos, segundo o jornalista, restou o aluguel de espaços privados.

Mas para isso também há limitações. Ainda segundo o promotor, estabelecimentos que queiram sediar festas desse tipo e que não tenham em seu contrato social a previsão de realização de eventos,devem inciar sua programação ás 16h e encerrar às 22h.

“Blocos privados no espaço público com fim de lucro não obterão as devidas licenças”, declarou Guimarães.

Graças a péssima administração de Edivaldo, Vargem Grande está impedida de conveniênciar com estado

 

Ex-prefeito de Vargem Grande, Edivaldo Nascimento

Se as festas carnavalescas acontecessem nos próximos dias, Vargem Grande  e outros 182 municípios maranhenses estariam impedidos de conveniar com o governo do estado e, desta forma, obter recursos para a realização do período momesco.

A lista com os nomes das cidades está disponível no portal do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (www.tce.ma.gov.br ).

A situação dos municípios foi considerada irregular devido a problemas relacionados ao Portal da Transparência.

Enquanto alguns, sequer, possuem a ferramenta exigida em lei, outros não se adequaram aos critérios estabelecidos pela Corte de Contas, quais sejam: existência do site eletrônico, nome padrão, tempo real atendido e padrão mínimo de qualidade.

O presidente do Tribunal, conselheiro José Ribamar Caldas Furtado, foi enfático ao afirmar que os municípios que estão na categoria irregular, caso não se adequem as normas estabelecidas, não poderão conveniar com o governo do estado para receber recursos para realização do Carnaval, por exemplo.

“Este será o primeiro Carnaval da Transparência. Aquele que não se adequar ao que é exigido pela Lei de Responsabilidade Fiscal, estará impedido de conveniar”, declarou Caldas Furtado ao titular do blog.

O presidente informou ainda que, caso haja descumprimento, governo do estado e o município que obtiver o convênio serão rigorosamente punidos.

O conselheiro explicou que o objetivo do TCE não é penalizar a cidade ou gestor, mas fazer com que os dispositivos de transparência sejam cumpridos.

Ele afirmou que os prefeitos (eleitos e reeleitos), cujos municípios estão nesta situação, podem procurar a Corte de Contas e obter informações detalhadas sobre como se adequar.

“Possuímos corpo técnico qualificado para orientar o prefeito e ajuda-lo a se adequar ao que determina a lei. Queremos contribuir com as administrações e precisamos que elas tenham esse interesse recíproco”.

Municípios que hoje, segundo o TCE, estão aptos a celebrar convênios: Açailândia, Apicum- Açu, Arari, Barão de Grajaú, Barra do Corda, Bom Lugar, Buritirana, Cantanhede, Caxias, Cidelândia, Codó, Coroatá, Dom Pedro, João Lisboa, Lago dos Rodrigues, Matinha, Matões do Norte, Monção, Olho D’água das Cunhas, Passagem Franca, Pedreiras, Poção de Pedras, Raposa, Ribamar Fiquene, Rosário, Santo Antônio dos Lopes, São Bernardo, São Domingos do Maranhão, São Luís, São Mateus do Maranhão, Timbiras, Trizidela do Vale, Tuntum, Viana,

Do blog do Glaucio Ericeira

Vinicius Louro visita o Povoado Santa Luzia

O deputado estadual Vinicius Louro iniciou o ano visitando comunidades carentes e ouvindo de perto os anseios do povo do Médio Mearim. No último domingo (15), o parlamentar se reuniu com os moradores da Vila Santa Luzia, uma comunidade às margens da MA-122 próximo ao município de Pedreiras. Cerca de 14 famílias vivem naquela localidade, a reivindicação dos moradores é a construção de um poço artesiano que possa sanar o problema da falta d’ água e o asfaltamento da vila que fica com o trânsito de moradores bastante comprometido no período chuvoso.

“A partir das reivindicações destas famílias, vamos trazer aqui um engenheiro para que ele possa avaliar as condições do terreno para sabermos se há ou não condições para a perfuração de um poço artesiano. Sobre o asfalto, irei atrás dos recursos, é um trecho de aproximadamente de 200 metros, uma solicitação dos moradores que iremos buscar para que esses pedidos sejam solucionados”, declarou o deputado estadual.